negócio social de impacto

Costurando a mudança

 
 
 
 
 
 

Segundo a ACNUR, agência da ONU para refugiados, metade dos refugiados em todo o mundo são mulheres. Só no Rio de Janeiro, 48% da população asilada é feminina.  O maior desafio do imigrante refugiado num outro país é como conseguir trabalho. E está dificuldade é ainda maior para mulheres, que na maioria dos casos migram acompanhadas dos seus filhos pequenos, e enfrentam inúmeros obstáculos para reestruturarem suas vidas num novo país. 

Dados da: ACNUR Brasil.

A Jornada da Mulher Refugiada